PArto Sem Dor - Um direito de toda mulher

A vereadora Patrícia Bezerra protocolou, na Câmara Municipal de São Paulo, um projeto de lei que garante anestesia em parto normal a toda gestante paulistana. Hoje, apenas hospitais particulares oferecem acesso a analgesia – nos públicos, o recurso só é empregado nos casos de cesariana.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, 70% dos partos realizados na cidade são normais. Todos os anos, são aproximadamente 70 mil mulheres paulistanas que não têm direito ao benefício. “O projeto garante o direito a uma minoria social. Na prática, a medida corrige a injustiça da falta de anestesia para as grávidas que têm seus filhos em parto normal na rede pública municipal. Dá a gestante paulistana, das altas classes ou em vulnerabilidade social extrema, o direito de ter seu filho sem sentir dor. É uma medida que valoriza a mulher e valoriza a vida”, diz a vereadora.

A iniciativa ainda prevê protocolo de humanização do atendimento no parto, com treinamento dos profissionais para que a mulher receba o acolhimento necessário, garantia que ela esteja acompanhada em todo o tempo, oferecimento de métodos não farmacológicos para alívio da dor – como massagem terapêutica e banheira com água morna – harmonização entre segurança e bem-estar da gestante ou parturiente entre outros procedimentos.

deixe seu comentário esconder formulário