​Ex-diretoria da Unimed Paulistana não comparece a CPI e alega não ter autorização da ANS

Ex-presidente e ex-diretor financeiro não comparecem a acareação da CPI dos Planos de Saúde; diretores foram intimados

O ex-presidente da Unimed Paulistana, Paulo José Leme, e o ex-diretor financeiro, Valdemir Gonçalves Silva, não compareceram a oitiva de acareação com a atual diretoria da empresa, na CPI dos Planos de Saúde na Câmara Municipal de São Paulo, ocorrida hoje.

Apesar da confirmação da participação em oitiva anterior, os advogados dos dois ex-diretores estiveram presentes na Câmara Municipal e entregaram a assessoria técnica da CPI protocolo com justificativa de ausência. “Não será possível comparecerem na referida reunião (da CPI) antes que a ANS responda consulta a ela formulada... vez que a acareação pode ser vista como uma exposição inconveniente da atividade da Agência junto à operadora”, diz o documento.

“É um absurdo usar uma justificativa como essa, uma vez que a antiga diretoria da Unimed Paulistana já esteve nesta CPI em oitiva anterior. A Unimed esquece que quase 300 mil pessoas estão sem assistência. Tratam as pessoas como números e não como vidas”, explica a presidente da CPI, vereadora Patrícia Bezerra (PSDB).

Na sessão, foi aprovada a intimação das duas diretorias da Unimed e a convocação dos conselheiros fiscais. Na próxima oitiva, agendada para a próxima terça-feira, às 11h, no plenário da Câmara, foi marcada novamente a acareação das diretorias.