​Vereadora critica prioridade dada às ciclofaixas na cidade

Em plenário, Patrícia aponta falta de ações que priorizem minorias na gestão petista


Durante discurso no Plenário da Câmara, a vereadora Patrícia Bezerra (PSDB) criticou a prioridade que o governo Fernando Haddad dá às ciclofaixas. Segundo a parlamentar, faltam ações que priorizem a área social e as minorias da cidade. Patrícia apontou a falta de vagas em creches e CEUs que não foram entregues.

“O Governo tem visto a bicicleta como prioridade numa cidade, em que, na maioria das suas regiões, as ciclofaixas sequer são passíveis de existir. Cidades modernas do mundo têm ciclofaixas, há pessoas andando de bicicletas. Isso faz bem para o usuário da bicicleta. Mas, instalar uma ciclofaixa, por exemplo, na Freguesia do Ó, é quase uma piada de mau gosto”, explicou Patrícia Bezerra.

“Nunca antes na administração dessa cidade, se teve tanta demanda de creches. Ainda que se existisse um desmando nesse gasto exorbitante pelas ciclofaixas, mas, ao menos, estivessem sendo cumpridos os planos de meta no que diz respeito às creches, a cidade seria diferente. O prefeito Fernando Haddad prometeu criar 150 mil novos postos no ensino infantil até o fim de 2016, mas chegou à metade do mandato com apenas 42 mil entregues Isso é um absurdo”, conta.

Segundo a parlamentar, o partido dos trabalhadores é incoerente em se mostrar com o defensor das minorias.  “O PT é um partido que se gaba e se coloca como o partido das minorias, mas que, na administração – e naquilo que é patente serviço da administração –, não está dando a mínima para as demandas que partem da minoria. Temos um enorme problema na questão social, o que mostra uma incoerência absurda de um partido que diz representar as minorias. De onde vem o dinheiro para pagar as tintas do Sr. Haddad?”, finalizou a parlamentar.